Dez 18

LeoHoje venho ao PROLONGAMENTO falar das diferenças de tratamento dadas pelos jornalistas e jornaleiros (uma verdadeira corja a soldo do clube do coração), ao SPORTING e ao Benfica. Ou seja, a diferença de tratamento entre Vukcevic e Léo!

Quer dizer, parece que no Benfica não há casos! Que está tudo na “paz do Senhor”! Corre tudo “sobre rodas”! A imprensa, essa, nem uma linha escreve ou escreveu sobre Léo. Todos sabemos do afastamento de Léo (que no principio da época era dado como imprescindível, tendo Rui Costa renovado o seu contrato, bastante melhorado); todos sabemos da inactividade de Makukula, que nem um minutinho de jogo fez; estou a falar do idolatrado Mantorras, qual Eusébio dos tempos modernos, que nem pisa o relvado. Tudo isto é considerado normal, pois os jornalistas nem uma linha escrevem sobre isto, nem um comentário fazem!

Por outro lado, anda-se a falar do “caso” Vukcevic há meses a fio! Aqui já há caso! Aqui está a diferença dada aos clubes. Uma autêntica vergonha!  Ainda dizem que a informação desportiva é “pró-Sporting”!

A comédia continua…

Dez 16

~radio cartaxo

Dez 09

~radio cartaxo

Dez 02

~radio cartaxo

Dez 02

QuimO BENFICA deixou escapar a possibilidade de chegar ao 1º lugar da Liga. É uma derrota muito pesada mais do que tudo! Isto porque se o BENFICA chega neste primeiro terço do campeonato ao primeiro lugar é óbvio que se geraria uma onda vermelha que poderia catapultar em definitivo o CLUBE para uma serenidade e confiança necessária para chegar, com tranquilidade, ao título de campeão! Ao invés disso, e se as feridas não forem tratadas com muito cuidado, este desaire pode ter efeitos inversos e criar uma ansiedade desmedida e injustificada na cabeça dos jogadores que acaba por retraí-los o que se poderá reflectir em campo! Esta, quanto a mim, é a nota fundamental que se deve tirar do jogo de ontem.

Quanto ao jogo em si não tenho muito a dizer. O BENFICA entrou bem, criou muitas oportunidades mandou bolas aos ferros, o guarda-redes contrário defendeu muito bem, mas a verdade é que faltou, unicamente, rapidez de movimentos e bolas ao primeiro toque. Isto no primeiro tempo, porque no segundo e já com estes ingredientes o BENFICA chegou com naturalidade ao comando do marcador depois de ir para o intervalo a perder pela margem mínima. A segunda parte foi de facto um hino ao futebol até aos 15 minutos! Foram mais de 10 minutos À BENFICA que valeram dois bons golos, um de oportunidade e outro de antologia. Mas depois…

Mas depois o BENFICA, sem razão aparente, sem qualquer explicação, confrangedoramente, caíu a pique! Um belíssimo bolo de parabéns foi completamente dilacerado com sucessivos tiros no pé. Caiu a “cereja” quando se perdeu velocidade, caíram as “natas”, quando alguns jogadores quebraram fisicamente, caiu a “massa folhada” quando o BENFICA fez tanto anti-jogo (que vergonha!), e depois até a base se esfrangalhou toda com o frango de QUIM - que estará na hora, digo eu, de dar o lugar ao MOREIRA!

Sem querer fazer muitos mais comentários, gostava só de perguntar: qual a razão a razão para em 15 minutos vermos uma EQUIPA a jogar como nenhuma outra joga neste campeonato (nem de perto sequer!) e depois, sem razão aparente, passar a jogar pior do que a pior do campeonato? Alguém, com seriedade, me pode responder a isto?